Aconteu
Sérgio Maciel sagra-se campeão do mundo

O canoísta português Sérgio Maciel sagrou-se campeão do mundo de sub-23 em C1, no campeonato do mundo de canoagem maratona, disputado entre os dias 7 e 9, em Vila de Prado, Braga.

O atleta cumpriu os 22,6 quilómetros em 01:51.32,67 horas, menos 4,48 segundos do que Baláz Adolf e 13,34 segundos do que Dániel Lazczó, ambos húngaros que ocuparam a segunda e terceira posições.

O jovem canoísta de Viana do Castelo acumula vários pódios europeus e mundiais nos escalões de júnior e sub-23. Entre outros galardões, destacam-se no seu palmarés, duas medalhas de prata conquistadas em 2016, na Alemanha, no escalão de juniores, e, no ano seguinte, nos mundiais em Pietermaritzburg, África do Sul, no escalão de sub-23.


Português vence Emmy para melhor genérico

O português Filipe Carvalho venceu, dia 8, um prémio Emmy das Artes Criativas, pelo seu trabalho no genérico da série de ficção científica «Counterpart», protagonizada por J. K. Simmons.

O designer luso participou na produção conhecidas séries televisivas como «Game of Thrones», «The Leftovers», «Cosmos» ou «Sons of Liberty», e em filmes como «Spiderman 2», «Thor 2» e «A Luz Entre os Oceanos».

Na cerimónia, realizada Los Angeles, Estados Unidos, foram atribuídos os prémios para as categorias mais técnicas. Os restantes galardões de televisão Emmy, incluindo os prémios de Melhor Série, Melhor Actriz e Melhor Actor, serão atribuídos na próxima segunda-feira, 17.


Artistas pelo boicote da Eurovisão em Israel

Mais de uma centena de artistas de todo o mundo, incluindo de Portugal, manifestaram apoio a um apelo de organizações culturais palestinianas ao boicote do festival Eurovisão da Canção 2019, caso venha a realizar-se, como está previsto, em Israel.

Na carta aberta divulgada, dia 7, no diário britânico The Guardian – subscrita por, entre outros, Brian Eno, The Knife, Wolf Alice e finalistas da Eurovisão – recorda-se que, em 14 de Maio, dois dias após a vitória da cantora israelita Netta Barzilai, em Portugal, com a canção «Toy», o exército de Israel matou 62 palestinianos desarmados em Gaza, incluindo seis crianças.

A carta é subscrita por vários artistas portugueses, como José Mário Branco, Francisco Fanhais, o director artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues ou o escritor José Luís Peixoto, entre vários outros.


Germano de Almeida dedica prémio ao seu povo

O escritor cabo-verdiano Germano Almeida dedicou ao povo de Cabo Verde o Prémio Camões que recebeu, dia 4, na Biblioteca Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro.

«Os cabo-verdianos adoraram. Aliás, acho que gostaram mais do prémio do que eu, de modo que eu divido o prémio com vocês. Eu fico com o dinheiro, mas dou-vos a honra», disse o escritor galardoado.

A cerimónia de entrega do Prémio Camões contou com a presença dos ministros da Cultura de Portugal, Brasil e Cabo-Verde que, em declarações à Lusa, fizeram questão de felicitar o escritor.

Germano Almeida foi escolhido, por unanimidade, no passado mês de Maio, na reunião do júri do Prémio Camões, em Lisboa, tendo sido destacada «a riqueza de uma obra» na qual «se equilibram a memória, o testemunho e a imaginação».

Nascido em 1945, na ilha da Boa Vista e a viver actualmente no Mindelo, Germano Almeida é autor de obras como «A Ilha Fantástica», «Os Dois Irmãos» e «O Testamento do Sr. Napumoceno da Silva Araújo», tendo publicado este ano «O Fiel Defunto».



Resumo da Semana
Frases