«Nas últimas cinco décadas a tendência registada é simplesmente assustadora! No litoral, o aumento das população foi de 53%, enquanto no "interior" diminuiu 37%.»

(Fontainhas Fernandes, Público, 2.8.18)

 

«A crise da zona euro, enquanto crise político político-institucional, não acabou. E não é certo que vá melhorar.»

Ricardo Paes Mamede, Público, 2.8.18)

 

«Com tanto turismo, com tanto mundo ao alcance dos dedos pela internet e que nos entra em casa diariamente pela televisão, já era tempo de termos perdido o medo do outro, mas ele anda aí.»

(António Rodrigues, I, 6.8.18)

 

«Dois moradores, um turista: assim pode ficar o centro histórico [do Porto]»

(Título do Público, 5.8.18)

 

«A imprensa da capital - já dizia Camilo - tem nervosismos de retórica, e a certos jornalistas e comentadores só lhes falta, para terem as virtudes dos incrédulos, a dignidade da razão.»

(Alfredo Barroso, I, 6.8.18)

 

«Contratos de PPP suspeitos já custaram 836 milhões ao Estado»

(Título do Público, 6.8.18)

 

«Este é um acordo [acordo nuclear internacional com o Irão do qual se desvincularam os EUA] essencial que torna o mundo um lugar mais seguro. É vital para a nossa segurança e manteremos o nosso compromisso para com este acordo.»

(Kirsty Hayes, embaixadora do Reino Unido, Público, 6.8.18)

 

«Taxas sobre clientes engordam lucros da banca»

(Manchete do Correio da Manhã, 2.8.18)