As assembleias são expressão da democracia interna do Partido
Reforço do Partido em destaque nas assembleias de Sintra e Palmela

DEMOCRACIA As organizações concelhias de Sintra e Palmela realizaram recentemente as suas assembleias, definindo prioridades de acção e aprovando medidas para reforçar o Partido a todos os níveis.

A 9.ª Assembleia da Organização Concelhia de Sintra realizou-se no salão dos Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins com a presença de mais de uma centena de pessoas, entre as quais 95 delegados. Esteve presente Francisco Lopes, dos organismos executivos do Comité Central.

O lema – Reforçar o Partido, avançar com a luta. Pela alternativa patriótica e de esquerda – resumia o teor da proposta de resolução política em debate, que continha a análise da situação nacional e suas consequências e especificidades locais, e traduzia o empenho dos comunistas de Sintra no sentido de reforçar o Partido e a sua intervenção e influência. Ao longo do dia, em mais de 35 intervenções, os delegados examinaram as exigências e as potencialidades da intervenção partidária no concelho, expressando como preocupações fundamentais a elevação da militância, o enraizamento do Partido no seio dos trabalhadores e entre as camadas sociais e sectores fundamentais para o alargamento da frente social de luta.

Foi eleita a nova Comissão Concelhia, constituída por 45 membros, e que registou, num esforço de renovação e rejuvenescimento, 12 novas entradas.

Em Palmela, a 11.ª Assembleia da Organização Concelhia teve lugar na Sociedade Filarmónica União Agricola, em Pinhal Novo, e contou com a presença de mais de 120 delegados e convidados, entre militantes comunistas, activistas da CDU e membros de associações e colectividades. A assembleia culminou um alargado processo de discussão colectiva e de participação, que se estendeu a todo o vasto concelho.

Os delegados debateram e aprovaram a composição da nova Comissão Concelhia e a proposta de resolução política, que incorpora como objectivos centrais o patenciar da acção de contactos com os trabalhadores visando o alargamento da organização e da sua base de apoiantes; a dinamização da capacidade de direcção e intervenção das várias organizações, o rejuvenescimento dos organismos, a responsabilização de novos quadros e a elevação da militância.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: