- Edição Nº2327  -  5-7-2018

Presidentes Putin e Trump reúnem-se em Helsínquia

O Kremlin e a Casa Branca confirmaram que os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, e Donald Trump, dos Estados Unidos, vão reunir-se no próximo dia 16 em Helsínquia.

Segundo Moscovo, as conversações irão centrar-se «no estado actual e nas perspectivas de desenvolvimento das relações russo-estado-unidenses, assim como em temas actuais da agenda internacional».

Em Washington acredita-se que, na linha de diversas declarações de Trump, seja muito provável que o encontro na capital finlandesa inclua temas como a guerra na Síria e a desnuclearização da península coreana. A cimeira de Helsínquia, considera-se, poderá beneficiar tanto os EUA como a Rússia e «facilitar a paz e a segurança em todo o mundo».

Um assessor do presidente russo, Yuri Ushakov, por seu turno, admitiu que Putin e Trump tratarão das relações bilaterais entre os seus países, da normalização da situação na Síria, da estabilidade internacional e da questão do desarmamento.

O encontro entre os dois presidentes decorrerá poucos dias depois da cimeira da NATO, em Bruxelas, nos próximos dias 11 e 12.

Aliados dos EUA, como a Grã-Bretanha, temem que Trump «debilite» a aliança ocidental se alcançar «um acordo de paz com Putin», escreve o jornal The Times. Receiam que Washington possa mesmo, no âmbito da NATO, reduzir os compromissos militares, diminuir as tropas dos EUA na Europa e até suspender a sua participação em manobras militares conjuntas.

Trump e Putin reuniram-se pela primeira e única vez há um ano, em Julho de 2017, na cimeira do G20 realizada em Hamburgo.