Greve da Randstad para as ruas

Image 24089

Trabalhadores da Randstad, que exercem funções na EDP e em operadoras de telecomunicações, reuniram-se no dia 30 de Novembro, desde meio da manhã, frente à sede da empresa, na Avenida da República, em Lisboa, e manifestaram-se, cerca das 15 horas, até ao Ministério do Trabalho. Em plenários realizados de 20 a 23 de Novembro, fora aprovado realizar esta greve de dois dias, abrangendo o feriado de 1 de Dezembro, por aumentos salariais e resposta a outras matérias do caderno reivindicativo apresentado à empresa e que foi objecto de uma reunião, nessa manhã, do SIESI com a administração.

Na luta, organizada também pelo SNTCT, esteve presente a deputada Ana Mesquita, que transmitiu a solidariedade activa do PCP.

Os trabalhadores e os sindicatos da CGTP-IN insistem que a sub-contratação através da multinacional de trabalho temporário é apenas uma forma de agravar a exploração e defendem a vinculação directa às empresas «utilizadoras».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: