Contentores temporários continuam a funcionar em escolas de Santa Maria da Feira

Num requerimento apresentado dia 30 de Novembro à Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira, Filipe Moreira, eleito do PCP, dá conta da utilização de contentores modulares na Escola Básica 1 e no Jardim de Infância do Cavaco.

Para os comunistas, este tipo de equipamento, que no passado proliferou em várias escolas do concelho, «deve sempre ser entendido como temporário e extraordinário», uma vez que «não possui as condições desejadas para a prática de actividades didático-pedagógicas, de administração escolar ou mesmo como espaço para servir refeições».

Sendo competência e responsabilidade das câmaras municipais os edifícios do pré-escolar e do 1.º ciclo do Ensino Básico e «não havendo justificação para o prolongar desta realidade», Filipe Moreira solicitou esclarecimentos, nomeadamente, sobre «quantas escolas do município estão a recorrer a contentores para suprimir as suas necessidades de funcionamento e por quanto tempo se prevê o recurso a essas infra-estruturas».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: