Autarcas pedem audiência

O Conselho Intermunicipal do Alentejo Litoral – constituído pelos presidentes das câmaras municipais de Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines (distrito de Setúbal) e Odemira (distrito de Beja) – pediu uma audiência ao primeiro-ministro, com o objectivo de o alertar para o «agravamento da qualidade dos cuidados de saúde prestados no Hospital do Litoral Alentejano (HLA)».

«A situação de fragilidade do HLA e da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), que engloba os centros e as extensões de saúde de todo o Alentejo Litoral, tem vindo a degradar-se, podendo, a curto prazo, comprometer ainda mais a prestação dos serviços à população», alertam os autarcas, em nota de imprensa divulgada dia 30.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: