Biliões carecem de protecção social

Mais de metade da população mundial (55 por cento) não se encontra abrangida por qualquer sistema de protecção social. Entre os restantes 45 por cento, a norma é ter somente acesso a um serviço, denuncia a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que estima em 10 milhões o número de trabalhadores necessários para garantir a cobertura universal em Saúde.

«A falta de protecção social deixa as pessoas vulneráveis a doenças e epidemias, à pobreza e à exclusão social e agrava as desigualdades», afirma a OIT, que sublinha, ainda, que o problema é particularmente grave nos continentes africano e asiático e entre as crianças.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: