Declaração comum qualifica a PESCO como um acto de armamento agressivo
Partidos comunistas contra a militarização da UE

DECLARAÇÃO Por iniciativa do Partido Comunista Alemão, partidos comunistas e operários da Europa pronunciaram-se sobre a «cooperação estruturada permanente» da UE no domínio militar, designada «PESCO».

Image 24071

Na declaração, com o titulo «Não à corrida aos armamentos em nome dos povos amantes da paz! Parar a militarização da UE!», os partidos subscritores «condenam a "cooperação estruturada permanente" (PESCO, na sigla inglesa) como um acto de armamento agressivo», que é liderado pela Alemanha. A este propósito, a declaração recorda que «a ministra alemã da defesa Von der Leyen deseja formar abertamente um "exército europeu"», que afirma ser um projecto básico da União Europeia, o que  coloca a nu a falsa ideia de que o processo de integração europeia é um projecto de paz.
Os partidos subscritores sublinham que «a PESCO aumenta o perigo da guerra», apontando que «a UE quer ser capaz de travar a guerra, seja de forma independente dos EUA e da NATO, seja debaixo chapéu desta». Salientam ainda que «para além da obrigação de se armarem continuamente, a PESCO exige que os estados participantes contribuam substancialmente para futuras intervenções militares da UE, o que significa guerra» e que «aos estados participantes não só é requerido o aumento dos seus gastos militares, como também que participem em projectos comuns de armamento e que forneçam soldados para os agrupamentos militares tácticos da UE».
Sublinhando que «o dinheiro deve ser gasto para fins sociais», os partidos apelam «a todas as forças progressistas e aos cidadãos dos estados-membros da UE que se juntem» na exigência da dissolução da NATO, contra a militarização da UE e na resistência à guerra imperialista.
Subscrevem a declaração os seguintes partidos: Partido do Trabalho da Áustria; Partido Comunista da Valónia / Bruxelas: Partido do Trabalho da Bélgica; AKEL, Chipre; Partido Comunista da Boémia e Morávia, República Checa; Partido Comunista da Finlândia; Partido Comunista Alemão; Partido Comunista do Luxemburgo; Novo Partido Comunista da Holanda; Partido Comunista da Polónia; Partido Comunista Português; Partido Comunista dos Povos da Espanha; Comunistas da Catalunha; União do Povo Galego; Partido Comunista Romeno.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: