Governo grego aceita novas imposições dos credores

O governo grego anunciou, dia 2, o alcance de um novo acordo com representantes da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional, visando o desbloqueamento de mais uma fatia do empréstimo no valor de 5500 milhões de euros.

Segundo o ministro das Finanças, Euclides Tsakalotos, citado pela AFP, todos os capítulos pendentes foram encerrados, com excepção do IVA reduzido que se aplica a cerca de 30 ilhas, cuja abolição prevista no memorando ainda não foi concretizada por Atenas.

Em qualquer caso, o governo grego promete investimentos públicos para as ilhas do mar Egeu mais atingidas pela crise dos refugiados

Para aceder a mais uma fatia do empréstimo, o governo grego deverá legislar até ao final do mês sobre 95 matérias acordadas, que incluem a reforma da função pública e da protecção social, a introdução de um sistema electrónico para a execução de hipotecas, a liberalização do mercado da energia e a aceleração das privatizações.

A conclusão definitiva da «terceira avaliação» só irá ocorrer na reunião do Eurogrupo, prevista para 22 de Janeiro, o qual irá decidir sobre o desbloqueamento das verbas previstas no âmbito do terceiro programa de resgate, acordado no Verão de 2015, que termina em Agosto do próximo ano.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: