Intervenção de Manuel Rodrigues, director do Avante!
É pela luta organizada que antecipamos o futuro

A Festa do Avante!, festa de Abril, festa do povo e da juventude, do convívio, da amizade, da fraternidade, da alegria, do trabalho, da solidariedade, da cultura e da paz aqui está de novo como exaltante expressão do ideal e do projecto comunista que, há cem anos, a Revolução de Outubro inaugurou.

Festa do Avante!, o jornal que lhe dá o nome, órgão central do PCP, que na sua longa história de 86 anos de vida desempenhou um papel ímpar na imprensa portuguesa, honrando o fim para que foi criado, assumindo um papel determinante e permanente no combate político e ideológico do Partido Comunista Português. Foi assim nos tempos difíceis do fascismo contribuindo para o seu derrube. Foi assim como voz da Revolução de Abril, das suas conquistas e valores. Foi e é assim no combate ao processo contra-revolucionário.

Foi e é assim intervindo na nova fase da vida política nacional pela defesa, reposição e conquista de direitos, pela ruptura com a política de direita e pela concretização de uma política patriótica e de esquerda, componente da luta por uma democracia avançada vinculada aos valores de Abril, pelo socialismo e o comunismo. É assim hoje igualmente no destaque que dá às comemorações da Revolução de Outubro, que prosseguem e aqui têm relevante expressão, e na batalha das eleições autárquicas de 1 de Outubro, afirmando a CDU e o seu projecto distintivo.

Por isso, saudamos as organizações e os militantes do PCP e da JCP pelo seu esforço empenhado para elevar a difusão do Avante! instrumento político insubstituível na nossa acção geral, com avanços importantes que se deram com a campanha nacional realizada, com mais camaradas a distribuir, a comprar e a ler o Avante!. Avanços que importa consolidar e potenciar na acção de todo o Partido.

Saudamos igualmente todos os nossos amigos, que compram, lêem e divulgam regularmente o Avante! conscientes de que só nele é possível encontrar uma informação de classe sobre a luta dos trabalhadores e do povo; uma informação que interessa a todos os democratas e patriotas; a todos aqueles que se batem pela liberdade e a democracia; pela paz, amizade e cooperação entre os povos; pela soberania e independência nacional; pela verdade, contra os que criminalizam o comunismo e ao mesmo tempo branqueiam o fascismo; pela luta organizada como motor de transformação social contrariando os apelos à resignação, ao conformismo ou ao «salve-se quem puder».

A uns e a outros, convidamos a prosseguir este trabalho, na certeza de que mais Avante! significa um PCP mais forte, mais CDU e melhor intervenção, em defesa dos interesses, direitos e aspirações dos trabalhadores e do povo, dos pequenos e médios empresários e agricultores, das pessoas com deficiência, dos jovens e das mulheres, das crianças e dos idosos, dos pensionistas e reformados, dos intelectuais e quadros técnicos e melhores condições para assegurar o nosso desenvolvimento soberano.

Apoios fundamentais

Esta é uma Festa sem igual porque é a Festa de um Partido sem igual, o Partido Comunista Português, feita pelo pulso combativo dos seus militantes e amigos.

Saúdo, pois, os construtores da Festa, os milhares de camaradas e amigos que, ou nas jornadas de trabalho ou nas suas organizações, de forma militante, a ergueram, fizeram funcionar e tornaram mais bonita e acolhedora.

Saúdo todos os visitantes da Festa, os militantes do PCP e da JCP, os nossos aliados na CDU, membros de outras forças políticas, democratas e patriotas sem filiação partidária, que aqui vieram e certamente puderam desfrutar tudo o que de melhor os comunistas e os seus amigos são capazes de criar e partilhar.

Saúdo, em particular, os milhares de jovens que com o seu trabalho ou simples presença, a sua alegria de viver e de lutar, a sua capacidade de sonhar, de criar e transformar, fazem desta Festa a festa da juventude, a festa do futuro.

Daqui dirigimos uma saudação e um agradecimento às diversas entidades públicas e privadas que, com o seu apoio, contribuíram para o funcionamento e o êxito da Festa. Saudamos e agradecemos o apoio que nos deram: Fertagus e Sul Fertagus; Transportes Sul do Tejo; Amarsul; centenas de associações, colectividades e federações desportivas; Núcleo de Física do Instituto Superior Técnico; Federação Distrital de Bombeiros e às corporações de Bombeiros Mistos do Concelho do Seixal, Bombeiros Mistos da Amora, Moita, Trafaria, Sesimbra, Sul e Sueste e Salvação Publica do Barreiro; Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Publica; juntas de freguesia dos concelhos do Seixal e Almada, entre muitas outras; Associação de Municípios da Região de Setúbal; de forma particular à Câmara Municipal do Seixal, município onde se realiza a Festa, e a outras câmaras da Península de Setúbal e à Câmara Municipal de Lisboa; à Freshwater, ao Amora Futebol Clube, e outros vizinhos da Festa e a toda a população da Amora, com quem partilhámos estes três dias de convívio e de Festa.

Festa da solidariedade

E, claro, uma saudação muito especial para os nossos convidados estrangeiros, camaradas e companheiros de luta que, em representação de partidos comunistas e outras organizações progressistas, nos trouxeram com a sua solidariedade internacionalista notícias das lutas travadas pelos seus militantes e pelos seus povos – camaradas e companheiros de luta vindos da Alemanha, Angola, Bangladesh, Bélgica,

Bolívia, Brasil, Cabo Verde, República Checa, Chile, China, Chipre, Colômbia, República Popular Democrática da Coreia, Cuba, Dinamarca, Equador, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Guatemala, Guiné-Bissau, Holanda, Irão, Irlanda, Itália, Laos, Líbano, Moçambique, Marrocos, Palestina, Peru, Reino Unido, Federação Russa, S. Tomé e Príncipe, Saara Ocidental, Suíça, Sudão, Timor Leste, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Venezuela e Vietname.

A todos estes camaradas e companheiros de luta – e aos muitos que não podendo estar presentes nos enviaram saudações – manifestamos a solidariedade dos comunistas portugueses com as lutas que travam nos seus países.

Imensa alegria colectiva

Esta edição da Festa encaminha-se para o fim. Mas em 2018 voltaremos com nova edição, contando, desde já, com a vossa participação e companhia.

Até lá, os trabalhadores e o povo, os partidos comunistas e operários e outras forças progressistas podem contar com a nossa luta e a nossa solidariedade, nas horas boas e nas horas más e nos muitos combates que temos pela frente.

O Avante! continuará a assumir o seu lugar nesses combates e esta Festa prosseguirá a afirmação do valor do trabalho militante e da nossa imensa alegria colectiva pelo ideal e o projecto comunistas. Confirmando que é pela luta organizada, determinada e confiante que antecipamos o futuro.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: