Breves
GUIMARÃES
12.ª Festa da Fraternidade

A Comissão Concelhia de Guimarães do PCP realizou no passado dia 8, no Mercado Velho das Taipas, a 12.ª edição da Festa da Fraternidade. Apesar da constante ameaça de chuva, a festa voltou a ser um êxito, tanto pela afirmação do projecto político do PCP como pela participação crescente de muitos cidadãos sem filiação partidária. Nesta edição marcaram forte presença as comemorações do centenário da Revolução de Outubro, com uma exposição alusiva ao tema patente no recinto e um debate em torno do livro de John Reed «Dez Dias que Abalaram o Mundo», recentemente reeditado pelas Edições Avante!. A intervenção central da sessão esteve a cargo de Gonçalo Oliveira, da Comissão Política.

As eleições autárquicas de 1 de Outubro foram outro tema forte da Festa da Fraternidade, que teve este ano o objectivo suplementar de afirmar os candidatos e o projecto autárquico da CDU. Foi o que fizeram, nas suas intervenções, Cândido Capela Dias, candidato à Assembleia de Freguesia de Caldas das Taipas, Mariana Silva, primeira candidata à Assembleia Municipal, e Torcato Ribeiro, vereador e candidato à Câmara Municipal. A festa terminou com a actuação do grupo «Txiribit», que contribuiu para que a alegria, o optimismo e a confiança fossem o grande realce daquela iniciativa.


SERPA
Álvaro Cunhal e a Revolução de Outubro

A Comissão Concelhia de Serpa do PCP realizou no passado dia 7, na Biblioteca Municipal de Serpa, uma sessão de apresentação do Tomo VI das Obras Escolhidas de Álvaro Cunhal, inserida nas comemorações do Centenário da Revolução de Outubro. Perante cerca de 30 pessoas, interveio Manuel Rodrigues, director do Avante! e membro da Comissão Política. O dirigente comunista realçou a importância destas comemorações, considerando a primeira revolução socialista da história um marco importante na história da humanidade do ponto de vista dos avanços e conquistas civilizacionais que protagonizou e na concretização dos direitos dos trabalhadores e dos povos, por um mundo de paz e sem guerras e pela construção e afirmação do socialismo. Manuel Rodrigues lembrou ainda o contributo da Revolução para a criação de inúmeros partidos comunistas no mundo, incluindo o PCP.


LITORAL ALENTEJANO
Proteger e desenvolver

A Direcção da Organização Regional do Litoral Alentejano do PCP saúda, num texto publicado no seu sítio da Internet, a aprovação pela Assembleia da República do projecto de resolução que recomenda ao Governo a revisão dos instrumentos de gestão territorial do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Da autoria do PCP, este projecto aponta para que seja abandonada a «perspectiva errada de ordenamento do território, que opõe os hábitos, práticas e actividades tradicionais e autóctones à protecção da natureza e à salvaguarda dos valores naturais» e defende que as actividades humanas realizadas no parque devem ser enquadradas na perspectiva do desenvolvimento económico e do bem-estar das populações.