Solidariedade pelos direitos e os serviços públicos

O PCP está solidário com a luta dos trabalhadores da Transdev/ETAC, que iniciaram no dia 5 uma greve às primeiras horas da manhã. Da delegação do Partido que nesse dia contactou com o piquete de greve fez parte Miguel Viegas, deputado no Parlamento Europeu e primeiro candidato da CDU à Câmara Municipal de Aveiro.

Na ocasião, os dirigentes, militantes e eleitos comunistas saudaram os trabalhadores em luta e ouviram destes relatos de pressões patronais e da fixação de serviços mínimos abusivos. Entre os motivos levantados para a paralisação conta-se o facto de os trabalhadores serem forçados a permanecer disponíveis para a empresa 12 horas por dia, sendo remunerados apenas por oito.

A ETAC – Empresa de Transportes António Cunha, Lda, do Grupo Transdev, ficou com a exploração dos transportes colectivos da cidade de Aveiro na sequência da extinção da empresa municipal Moveaveiro. Numa nota emitida no próprio dia 5, a Comissão Concelhia de Aveiro do PCP sublinha o facto de a realidade estar a confirmar os alertas que oportunamente fez quanto às consequências da concessão dos transportes em Aveiro: atrasos sucessivos, supressão de carreiras sem aviso prévio, aumento das tarifas e intensificação da exploração dos trabalhadores. Cai assim por terra, acrescenta, a «tão apregoada solução apresentada pelo executivo PSD/CDS da Câmara Municipal de Aveiro».

O PCP, que exige explicações ao município e informa que levará a questão à Assembleia da República, garante no seu comunicado que «não deixará de lutar por um transporte colectivo público e de qualidade para o concelho de Aveiro», inserido numa estratégia de mobilidade colocada efectivamente ao serviço da população e do desenvolvimento do concelho.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: