Mil ataques contra centros de refugiados na Alemanha

O Departamento Federal de Investigação Criminal da Alemanha (BKA) registou em 2016 um total de 994 delitos contra os centros de asilo em 2016, dos quais 169 ataques violentos.

Comentando estes números, o ministro da Justiça, Heiko Maas, considerou que «mil ataques contra centros de refugiados em 2016 é uma profunda vergonha. Os delinquentes devem ser colocados perante os tribunais e sujeitarem-se a todas as consequências».

Os dados, divulgados dia 18, mostram uma ligeira diminuição deste tipo de ocorrências relativamente ao ano anterior, quando as autoridades registaram 1031 delitos, dos quais 177 acções violentas.

As estatísticas do BKA indicam ainda que o maior número de casos teve lugar no último trimestre de 2015 e nos primeiros três meses de 2016. Mas embora os totais dos dois últimos anos sejam semelhantes, o número de acções contra refugiados quadruplicou em relação a 2014.

Entre 2015 e 2016 mais de um milhão e cem mil pessoas pediram asilo na Alemanha, provenientes sobretudo da Síria, do Iraque e do Afeganistão. Este fluxo foi interrompido, em Março de 2016, na sequência do acordo da UE com a Turquia que bloqueou a rota dos Balcãs.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: