CGD faz falta a Canha

A CDU vai realizar, sábado, 18, uma tribuna pública contra o encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de Canha, Montijo, onde tem lugar a acção, às 10 horas. Em nota de imprensa, a Coligação PCP-PEC considera «inaceitável» o silenciamento da Câmara Municipal e exige que esta tome uma «posição enérgica» dirigida ao Governo e à Administração da CGD no sentido da manutenção em funcionamento do balcão de Canha, enquanto factor relevante na manutenção das condições de vida da população daquela freguesia rural, a mais isolada do concelho e em que os balcões mais próximos se situam no Montijo (37 km) ou Vendas Novas (25 km).

«Esta decisão traduz novas dificuldades e penalizações acrescidas para a população de Canha, mais ainda quando a população é envelhecida e não existe um serviço de transportes públicos que satisfaça a população», lembra a CDU, informando que «não existe qualquer instituição bancária na freguesia de Canha, sendo a mais próxima na freguesia de Pegões (13 km).




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: