PAICV reuniu Congresso

Image 22270

«Por um PAICV mais forte, por um Cabo Verde mais justo», foi o lema do XV Congresso do Partido Africano da Independência de Cabo Verde, realizado no passado fim-de-semana, na Cidade da Praia.

Durante três dias, mais de 400 delegados vindos de todas as ilhas e de vários países da diáspora em África, na Europa e nos Estados Unidos debateram a situação partidária e a situação política do país, marcada por um novo quadro decorrente das derrotas eleitorais do partido em 2016, de que resultou a saída do PAICV, ao fim de quinze anos, do governo de Cabo Verde.

Estiveram presentes no Congresso os partidos irmãos africanos MPLA, de Angola, FRELIMO, de Moçambique, PAIGC, da Guiné-Bissau, e MLSTP, de São Tomé e Príncipe, bem como vários ex-combatentes pela liberdade da pátria. Também convidado, o PCP marcou presença através de José Neto.

Na mensagem do Comité Central do PCP dirigida ao Congresso, foram, como sempre, valorizados os laços históricos que unem os nossos dois povos e países e manifestada a solidariedade para com o povo cabo-verdiano face aos desafios que se colocam na concretização do seu direito ao desenvolvimento económico e social. Foi também expressa a vontade de prosseguir e estreitar as relações de amizade e cooperação que ligam o PCP e o PAICV.

No último dia, o Congresso elegeu o novo Conselho Nacional, com cerca de setenta membros, dos quais quarenta por cento são mulheres. O conclave confirmou ainda Janira Hopffer Almada como presidente do PAICV e aprovou por unanimidade a Resolução Política «Por uma nova caminhada».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: