Crescer e reforçar

Elemento essencial do reforço do Partido é a realização de assembleias das organizações aos mais variados níveis. Recentemente, duas importantes organizações concelhias – Sines e Guimarães – realizaram as suas reuniões magnas, debatendo análises e propostas e elegendo os seus organismos de direcção.

Em Sines, foram cerca de 50 os militantes comunistas que participaram na 10.ª assembleia concelhia. Interveio, então, Manuel Valente, membro do Comité Central e responsável pela Direcção da Organização Regional do Litoral Alentejano. O lema proposto, «Mais organização, mais intervenção, maior influência – Um PCP mais forte» deu o mote para o debate, no qual se fez o balanço da implementação e intervenção do Partido no concelho desde a última assembleia (realizada em 2008), se definiu as prioridades e objectivos para os próximos anos – sendo o reforço do Partido no concelho a questão decisiva – e elegeu-se a Comissão Concelhia.

O novo órgão dirigente conta agora com 17 membros, dos quais oito o integram pela primeira vez. A nova Comissão Concelhia é composta por elementos ligados ao mundo do trabalho, ao movimento associativo, jovens e mulheres.

Em Guimarães, a assembleia – que teve como lema «Com os valores de Abril: Mobilizar, Organizar, Intervir» – abordou alguns dos problemas mais sentidos pelos trabalhadores e pela população do concelho, o que revelou o profundo conhecimento que os comunistas têm da realidade sobre a qual intervêm. A resolução política aprovada sistematiza as tarefas que se colocam à organização, sobretudo no que respeita ao seu reforço. A Comissão Concelhia eleita ficou composta por 35 membros, dos quais 14 assumem essa responsabilidade pela primeira vez.

João Frazão, da Comissão Política, encerrou a assembleia, valorizando as intervenções dos delegados pelo seu conteúdo muito «ligado à vida». O dirigente comunista saudou o reforço do PCP no concelho, patente nos mais de dez novos militantes inscritos desde o início do ano. Esta é, acrescentou, a melhor garantia de que o PCP, no concelho de Guimarães, continuará a cumprir o seu papel na defesa dos trabalhadores e do povo.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: