Avante! Avante!

A CGTP-IN fez o balanço de quase três anos de aplicação do memorando da troika e só encontrou motivos para intensificar a luta pela demissão do Governo, realização de eleições antecipadas e por uma política alternativa. «No momento em que decorre a 11.ª avaliação, os dados, os factos e a generalidade dos números confirmam que estamos perante um programa que não só coloca o País numa situação de insustentabilidade económica, financeira, social e demográfica, como põe em causa direitos fundamentais consagrados na Constituição da República Portuguesa, na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Carta Social Europeia», refere a central. Razões de sobra para dar ímpeto às Marchas de hoje em Lisboa e no Porto.