Direita derrotada na Sicília

O candidato do Partido Democrático e do centro-esquerda, Rosario Crocetta, obteve uma vitória histórica nas eleições regionais na Sicília, derrotando o candidato do partido de Sílvio Berlusconi, num dos seus redutos que até aqui parecia inabalável.

Crocetta obteve 30 por cento dos votos, impondo-se a Sebastiano Musumeci, que não foi além dos 25 por cento. Em terceiro lugar surgiu o movimento «Cinque stelle», do ex-comediante Beppe Grillo, que recolheu 18 por cento dos sufrágios.

«É a primeira vez que um candidato de esquerda é eleito para a presidência da região e que um candidato antimáfia sai vencedor. Isto parece-me um encontro com a história e não apenas um resultado eleitoral», declarou Crocetta na noite das eleições, que tiveram lugar dia 29.

Liderando uma coligação entre o Partido Democrático e a União do Centro, Crocetta, de 61 anos, destacou-se na luta contra a máfia, enquanto edil do município de Gela, sua terra Natal, o que lhe valeu várias tentativas de atentado e o obriga a ter protecção pessoal permanente.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: