Aconteu
«Glorioso» conquista título

«Glorioso» conquista título

O Sport Lisboa e Benfica conquistou no domingo o campeonato nacional de futebol ao vencer na derradeira jornada por dois a um o Rio Ave, deixando o Sporting de Braga, que ficou em segundo lugar, a cinco pontos na tabela classificativa.

A massa associativa que encheu por completo o Estádio da Luz, e que ao longo da época nunca regateou apoio à equipa maravilha sob o comando técnico de Jorge Jesus, festejou em ambiente de grande festa e apoteose o título, o 32º na histórica carreira do Benfica.

Entusiasmo, alegria e carinho em torno do colectivo de jogadores que equipa de vermelho e de águia ao peito, bem como ao seu corpo técnico e dirigente, que transbordou para fora do estádio e foi protagonizada por incontáveis multidões que invadiram o centro da capital, a exemplo do que sucedeu por todo o País e pelos quatro cantos do Mundo onde há uma comunidade a falar português.

 

Desemprego sem travão

 

A taxa de desemprego em Portugal, de acordo com dados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) conhecidos no dia 11, subiu 0,2 pontos percentuais em Março, um agravamento face ao mês anterior (10,3 por cento), situando-se agora no valor mais elevado dos últimos 20 anos.

Face ao período homólogo, a taxa de desemprego subiu 1,5 por cento, com o valor para o conjunto do trimestre a situar-se nos 10,4 por cento.

O nosso País ocupa assim o quinto lugar no ranking ds taxas mais altas da OCDE no mês de Março, depois de Espanha (19,1 por cento), Eslováquia (14,1 por cento), Irlanda (13,2 por cento) e Hungria (11 por cento).

Na Zona Euro, a taxa de desemprego manteve-se nos 10 por cento, o mesmo valor registado em Fevereiro, e aumentou 0,9 pontos percentuais face ao mesmo mês de 2009.

 

Investimentos suspensos

 

O presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto, que também preside à Junta Metropolitana de Lisboa, criticou no início da semana o Governo por ter cedido «às pressões da direita», afirmando não acreditar que a alta velocidade não chegue a Lisboa.

Referindo-se à terceira travessia sobre o Tejo e ao novo aeroporto de Lisboa, lembrou que estes projectos sempre foram considerados pela autarquia que dirige como «indispensáveis, importantes e insubstituíveis para uma visão polinucleada, para uma grande cidade/região de Lisboa, que o País necessita que seja reforçada, diversificada nas suas valências e com condições para se internacionalizar ainda mais».

Sobre o adiamento dos projectos, considerou não ser «aceitável» tal medida, adiantando não lhe parecer possível que o Governo decida propor construir a alta velocidade até ao Poceirão e «abandonar, adiar ou reponderar a possibilidade de construir a terceira travessia».

«Não há meios investimentos e estes não atingem os objectivos. Não é possível imaginar que fica no Poceirão e não chega a Lisboa. Isto é um erro estratégico que se pagará caro», alertou Carlos Humberto em conferência de imprensa.

 

Gravadores incómodos

 

O deputado do PS Ricardo Rodrigues subtraiu os gravadores de dois jornalistas da revista Sábado durante uma entrevista no decorrer da qual não lhe agradou o curso da mesma nem o teor das perguntas.

A Sábado apresentou uma queixa no DIAP por furto e atentado à liberdade de imprensa. O Sindicato dos Jornalistas, por seu lado, condenou a atitude do deputado do PS, sublinhando que o parlamentar «tem a especial obrigação de conhecer e proteger as leis da República».

Manifestou igualmente o propósito de se constituir como assistente no processo resultante da queixa, face à sua convicção de que o deputado irá responder criminalmente por atentado à liberdade de imprensa.

Também a Associação Portuguesa de Imprensa considerou que a atitude do deputado do PS configura um «atentado à liberdade de imprensa», motivando, por isso, «profunda preocupação».

 

Poesia portuguesa

 

O professor de literatura Carlos Clementson, tradutor da antologia de poesia portuguesa «Alma Minha Gentil», obra lançada em 2009, recebeu no dia 6, em Barcelona, o Prémio de Tradução Giovanni Pontiero, galardão que vai na sua 10ª edição.

«É uma ideia que acaricio há mais de 20 anos. Metade dele ainda está inédito e por isso haverá uma segunda parte da antologia», sublinhou, na ocasião, em declarações à Lusa, a quem confessou ser o prémio um «alento para continuar».

O tradutor, que disse ter descoberto a narrativa portuguesa através de Eça de Queirós e Eugénio de Andrade, explicou que «Alma Minha Gentil» surgiu para preencher o vazio deixado pela anterior antologia, realizada por Angel Crespo, actualmente esgotada. Desse esforço nasceu esta edição bilingue onde estão representados 95 poetas, abrangendo oito séculos da literatura portuguesa, das origens até à actualidade.

Na edição do ano passado foi reconhecida a tradutora Núria Prats Espar pela sua tradução em catalão do livro «A Viagem do Elefante», de José Saramago.



Resumo da Semana
Frases