- Edição Nº1877  -  19-11-2009

Mais desemprego em Sintra

As autoridades judiciais aceitaram o pedido de insolvência solicitado pela administração da Paralux, que levará ao desemprego cerca de 80 trabalhadores. Em risco estão mais 70 postos de trabalho da Serlux, cujo processo de insolvência se encontra em curso. Para o Sector de Empresas de Sintra do PCP, em comunicado de dia 11, é fundamental que os trabalhadores destas duas empresas «se mobilizem e lutem em defesa dos seus postos de trabalho». Na opinião dos comunistas, o concelho de Sintra vai ressentir-se destes 150 despedimentos, que se juntam às centenas de outros, «configurando uma grave e dramática situação social».
No comunicado, o PCP reafirma a sua exigência de aplicação de uma política que «reforce o investimento no sector produtivo, de forma a propiciar o crescimento económico» e que crie uma «linha de apoio a todos os trabalhadores que se encontrem no desemprego», acabando com a exclusão de milhares de desempregados do respectivo subsídio. Para o PCP, é também necessário revogar o Código do Trabalho, «visto que é ele o responsável pelo aumento da precarização do trabalho em Portugal».