Produtores de melão vivem situação dramática
Santarém com o futuro hipotecado
António Filipe, deputado do PCP e cabeça de lista da CDU pelo círculo eleitoral de Santarém, acompanhado de um numeroso grupo de activistas da CDU, entre os quais Mário Fernando Pereira, candidato à Câmara de Alpiarça, visitou, sexta-feira, o Mercado da Fruta no Carril.
«Do contacto com os produtores de melão ficou bem patente a difícil situação que estes produtores atravessam e que resulta da invasão de melão espanhol e da política de esmagamento de preços provocadas pelas grandes superfícies comerciais. São toneladas e toneladas de melão e de melancia que, mesmo vendidos muito abaixo do preço de custo, se vão amontoando naquele e noutros locais da região», denuncia, em nota de imprensa, a CDU.
Entretanto, paralelamente ao acentuado aumento dos factores de produção (sementes, plástico, adubos, pesticidas, combustíveis, entre outros), o preço de venda destes produtos tem vindo a descer de forma dramática – a níveis de há muitos anos -, levando à falência e a extremas dificuldades de sobrevivência de centenas de agricultores.
O melão, segundo se constatou, tem estado a ser vendido à volta dos 15 cêntimos e a melancia a sete e a oito cêntimos o quilo. «Preços de miséria», denuncia a CDU, frisando que esta é «uma situação muito preocupante, se levarmos em linha de conta que os efeitos desta situação se irão reflectir, não apenas neste momento, mas na economia do concelho de Alpiarça e da região no futuro próximo».
Quanto às condições do Mercado da Fruta, os agricultores reivindicaram uma intervenção por parte da autarquia que resulte na melhoria da higiene e da segurança do espaço (sobretudo durante a noite), assim como de aspectos ligados ao acesso e circulação de veículos pesados de transporte ao local.
Os candidatos da CDU à Assembleia da República e à Câmara Municipal discutiram ainda com os produtores a necessidade de se avançar para a certificação e promoção do melão e da melancia e de reforço do associativismo agrícola como formas de enfrentar as dificuldades deste sector.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: