2º Encontro de Reformados de Setúbal
Envelhecer com direitos
Mais de cem reformados comunistas da Região de Setúbal, activistas ou dirigentes de diferentes associações de reformados e responsáveis do PCP por esta frente, participaram, no passado dia 16 de Junho, no 2º Encontro Regional de Setúbal, que se realizou no Seixal.
«Com o PCP continuar a luta, Envelhecer com direitos» foi o lema deste Encontro, que permitiu um debate muito vivo, que contou com mais de duas dezenas de intervenções, e após o qual os participantes aprovaram uma resolução política, que aponta um conjunto de medidas com vista ao reforço da organização do Partido e aumento da sua influência junto dos reformados, que na península de Setúbal representam cerca de 27% da população. Destes, 15% têm mais de 65 anos e 12% correspondem a trabalhadores de menos idade, empurrados para o desemprego e para as reformas antecipadas, em resultado da ofensiva do patronato e do grande capital, a que acresce, agora, a redução do valor das reformas e de outros importantes direitos no âmbito da segurança social.
Fernanda Mateus, membro da Comissão Política do PCP e responsável por esta frente, inseriu o Encontro nas linhas de orientação definidas pelo XVII Congresso, que apontam para o aprofundamento do conhecimento dos problemas e reivindicações dos reformados, pensionistas e idosos, para o alargamento da intervenção do Partido junto desta camada social e para o reforço do seu movimento unitário, com vista a garantir direitos fundamentais a uma vida com dignidade.
A finalizar, Margarida Botelho, membro da Comissão Política e responsável pela DORS, valorizou o papel das lutas de reformados, trabalhadores e populações como «poderosos avisos ao Governo contra a sua política de direita», contrária aos seus interesses e aos interesses do País.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: