Desporto na Festa do Avante!
Centenas de participantes de todas as idades
Promover a Festa e o desporto para todos
O desporto é uma das realidades mais ricas e vivas da Festa do Avante!. No ano passado estiveram envolvidos, na Festa e nas actividades desportivas de promoção, cerca de seis mil atletas. Este ano, estão já a decorrer provas em diversas modalidades. Foi precisamente sobre estas que o Avante! conversou com elementos da Comissão de Desporto da Festa.
O Avantejovem é um torneio de Futsal para crianças entre os 8 e os 11 anos e realizou-se pela primeira vez este ano, entre 7 e 16 de Junho. No fim-de-semana da primeira jornada de trabalho jogou-se o apuramento das quatro equipas que jogarão nos dias da Festa do Avante!. Os jogos serão dirigidos pelo antigo árbitro internacional António Costa.
Uma semana depois da última jornada, os membros da Comissão de Desporto da Festa estavam visivelmente satisfeitos: o torneio contou com 16 equipas, sendo cada uma composta por 12 jogadores. Feitas as contas, estiveram envolvidos neste torneio quase 200 crianças, realçaram.
Só por este facto – e tendo em conta que as crianças nesta idade são normalmente acompanhadas de muito perto pelos pais – a Festa do Avante! chegou a muita gente. Mas a importância deste torneio vai muito mais além da promoção da Festa, concordam os organizadores.
Para Paulo Júnior, da Comissão de Desporto, torneios como este servem para colmatar os insuficientes apoios dados aos escalões de formação em todas as modalidades. Para além disso, a actividade desportiva é irregular e praticamente pára entre Julho e Setembro, nota.
Nelson Ramos vê ainda outra vantagem num torneio desta natureza. Muitos clubes não têm condições técnicas e financeiras para federar os seus atletas e participar em campeonatos. Isto leva muitas crianças a apenas treinarem, jogando muito raramente. Assim, muitas sentem-se desmotivadas e desistem da prática desportiva.
Mas também para crianças que joguem em clubes que participam em campeonatos estes torneios podem ser muito importantes, acrescentou Nelson Ramos. Em lógicas mais competitivas, realçou, são normalmente os melhores jogadores a disputarem as partidas, ficando algumas das crianças sem jogar. «Este torneio também serve para colmatar esta situação», destacou.

Alavanca para as colectividades

Para Paulo Júnior, há ainda que valorizar a forma como este torneio foi organizado, em parceria com o Clube Recreativo Desportivo do Fogueteiro, do concelho do Seixal. A Comissão de Desporto propôs a esta colectividade a organização do torneio e esta acolheu a ideia com agrado e entusiasmo.
António Joaquim Costa considera que esta prática cria relações duradouras entre o Partido e as colectividades. Se numa edição da Festa uma determinada colectividade é envolvida na organização de provas desportivas, no ano a seguir também quer ser, afirmou António Joaquim. Aliás, o Partido teve e continua a ter, garante, um importante papel de dinamização do desporto escolar. Para este membro da Comissão Nacional de Desporto, é também preciso valorizar os dirigentes e activistas associativos, que «não ganham um tostão» e têm uma valiosa acção de promoção do desporto popular.
Bruno Correia, do Executivo da Festa do Avante!, concorda com os outros elementos da comissão, considerando ainda que também através destas iniciativas o Partido acaba por constituir uma «alavanca» para a acção das colectividades.
Para o ano, confessou Paulo Júnior, há mais clubes interessados. Em princípio, haverá torneios em Almada, Barreiro, Seixal e Setúbal. Em cada localidade, uma colectividade organizará um torneio que apurará uma equipa para jogar na Festa.
As relações com estas colectividades darão ainda frutos para outras modalidades. A patinagem artística, que normalmente surge com uma demonstração nos dias da Festa, terá para o ano, previsivelmente, um tratamento semelhante ao do Futsal: vários torneios, promovidos por clubes e colectividades, tratarão de apurar as equipas que farão essas demonstrações nos dias da Festa.

Muitas modalidades,
ainda mais praticantes

Não apenas de Futsal se faz a promoção da Festa do Avante! e do desporto para todos. São muitos os torneios e provas realizados nos meses que antecedem a Festa.
Mas há mais novidades. Nos dias 28 e 29 de Julho, respectivamente nas praias do Meco e de Sesimbra, realiza-se um torneio de voleibol de praia para promoção da Festa. Nelson Ramos realça a dimensão deste desporto, jogado «em toda a costa portuguesa». Além disso, promove-se a Festa na praia, por onde passa grande parte da população portuguesa nos meses de Verão. Como não podia deixar de ser, há um parceiro para este torneio: o Grupo Desportivo de Sesimbra.
O mah-jong, o minibásquete, a pesca desportiva e as setas são outras das provas a serem levadas a cabo antes da Festa do Avante!. Na Malha Pequena estão envolvidas oito equipas, num total de 80 pessoas, enquanto que da Malha Grande há 10 equipas a participar. A chamada malha de rua, que se realizará entre 15 de Julho e 8 de Setembro, é «reservada» a mulheres e a homens com mais de sessenta anos.
Outro momento alto do desporto de promoção da Festa do Avante! é o passeio de cicloturismo. Este ano, inicia-se em Setúbal e percorre grande parte dos concelhos da Península de Setúbal, terminando no Seixal. O percurso tem 76 quilómetros, destacou António Joaquim. Os participantes serão às centenas «como é normal» (o ano passado foram 300).
O membro da Comissão de Desporto realça o espírito não competitivo desta modalidade. «Não é uma corrida, mas sim um passeio», afirmou. «Não se pode pedalar a mais de 20 quilómetros por hora.»
Há muitos anos que Manuel Catarino participa na organização desta iniciativa. Para além das dificuldades, o que mais sobressai é a abrangência dos participantes: «há gente de 14 anos e de 80 ou mais.»
Sobre a organização de todas estas iniciativas desportivas, Nelson Ramos realça que os objectivos das provas são definidos com as associações. «Organizar por organizar não vale a pena», afirmou. É preciso trabalhar com as pessoas que actuam diariamente nestas áreas, concluiu.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo