Último adeus a Alberto Vilaça

Faleceu na tarde da passada segunda-feira, dia 21, Alberto Vilaça, destacado dirigente do PCP na região de Coimbra.
Vilaça entrou para o Partido em 1949 e pertenceu à Comissão Central do MUD Juvenil e à Comissão Nacional do III Congresso da Oposição Democrática. Preso seis vezes pela PIDE, Alberto Vilaça recebeu do Presidente da República a Ordem de Grande Oficial da Liberdade.
Conciliando toda a sua vida uma intensa actividade política com a advocacia, o associativismo e a escrita, Vilaça foi dirigente da Associação Académica de Coimbra, do Ateneu de Coimbra, foi sócio fundador da Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo e membro dos conselhos de redacção da «Via Latina» e da «Vértice».
Depois do 25 de Abril, presidiu à Junta Distrital e foi eleito vários anos na Assembleia Municipal de Coimbra.
O corpo do militante comunista esteve em câmara ardente na Igreja de São José donde seguiu, ontem de manhã, para o Cemitério da Conchada.
O PCP fez-se representar no funeral por Albano Nunes e João Frazão, membros da Comissão Política, Vladimiro Vale, do Comité Central e pelos dirigentes regionais do Partido.


Faleceu Monteiro Baptista

Monteiro Baptista faleceu no passado dia 16 de Maio. Nascido em 1926, Monteiro Baptista dedicou a sua vida à medicina, destacando-se como clínico nos hospitais dos Capuchos e Curry Cabral, este último onde exerceu as funções de director dos serviços.
A longo da sua carreira, granjeou o profundo respeito dos colegas, amigos e pacientes não só pela sua competência mas também pelo apego aos valores da igualdade e da solidariedade, uma vez que, refere quem com ele privou, estava sempre disposto a auxiliar os mais carenciados no acesso aos cuidados de saúde.
Antes do 25 de Abril, Monteiro Baptista empenhou-se na luta contra o fascismo, quer auxiliando os que mais resistiam à ditadura na clandestinidade, quer subscrevendo as candidaturas e iniciativas de luta legal e semi-legal, conduta que lhe valeu a detenção na PIDE.
Em nota enviada à família e amigos de Monteiro Baptista, o Secretariado do Comité Central do PCP expressa «as sentidas condolências e o sentimento fraterno neste momento triste e doloroso pelo falecimento do vosso ente querido e nosso camarada, com a grata lembrança da sua dedicação ao Partido e da generosa solidariedade que sempre punha no competente exercício da sua profissão e na sua actividade cívica e política».


«Tunísia» na mira da objectiva

Encontra-se patente desde o passado dia 9 de Maio na Casa das Artes Mário Elias, em Mértola, a exposição fotográfica da autoria de Jorge Cabral intitulada «Tunísia».
A mostra foi uma das principais atracções do 4.º Festival Islâmico, que decorreu naquela vila alentejana entre quinta-feira e domingo da semana transata, e é o resultado do trabalho realizado por Jorge Cabral durante as viagens ao âmago da cultura, paisagens, quotidiano e gentes da Tunísia, em 2001 e 2002.
Uma instalação com uma sequência de imagens e 16 ampliações fotográficas compõem a exposição que é, nas palavras do antropólogo Luís Filipe Maçarico, uma «busca do gesto, do jogo da luz com a sombra, do sabor do deserto, dos aromas dos mercados, do silêncio dos mais íntimos lugares onde a vida palpita», na qual «a procura de motivos está associada à busca do melhor ângulo, pois o trabalho deste autor não contempla concessões, é fruto de uma paciente pesquisa, coroando vivências».


FC Porto conquista «bi»

O Futebol Clube do Porto revalidou, no passado domingo, o título de campeão nacional de futebol. O bicampeonato foi conquistado depois da vitória por quatro bolas a uma sobre o Desportivo das Aves, último classificado da Liga Portuguesa e que acabou por descer à Liga de Honra com mais esta derrota.
Apesar do resultado dilatado, o FC Porto teve que esperar quase uma hora para confirmar o troféu, uma vez que, apenas com um ponto de vantagem sobre o Sporting e dois sobre o SL Benfica, só o triunfo no derradeiro jogo interessava à turma azul e branca. O argentino Lizandro Lopez foi o autor do tento que acendeu a festa no Estádio do Dragão.
Em nota divulgada à comunicação social, a Direcção da Organização Regional do Porto do PCP saudou «a direcção, os jogadores e toda a massa associativa» do clube.


Resumo da Semana