«Agora Sim!»
<font color=0069dd>Comunistas na rua pelo «Sim» </font>
Centenas de iniciativas – distribuições, sessões de esclarecimento, debates e comícios – fazem a campanha do PCP pelo «Sim» à despenalização da interrupção voluntária da gravidez.
São muitos os dirigentes do PCP que percorrem o País a participar em acções de campanha pelo «Sim» no referendo do próximo domingo. Carlos Carvalhas, do Comité Central, participou na segunda-feira, numa sessão na Cooperativa Piedense, no concelho de Almada. O dirigente do PCP afirmou ser necessário que a mulher deixe de ser considerada uma criminosa, até porque são as mulheres com menos posses e que «não têm possibilidades de se deslocarem ao estrangeiro para o fazerem com todas as condições de higiene e segurança» que recorrem ao aborto clandestino. Para Carlos Carvalhas, «há que conseguir transferir o aborto clandestino para a esfera da legalidade».
No dia anterior, Ilda Figueiredo, do Comité Central, esteve em Évora, num almoço em que participaram cerca de 130 pessoas. Em Vale Cavalos, Santarém, Luísa Araújo, do Secretariado e da Comissão Política, participou num debate.
Odete Santos interveio, no dia 3, num comício em Almada. Na centenária Incrível Almadense e perante centenas de pessoas, acusou os defensores do «Não» de hipocrisia ao falarem da protecção da maternidade e serem, eles mesmos, responsáveis pelo aumento da precariedade, do desemprego e da redução dos apoios sociais. No mesmo dia, mas à tarde, a deputada comunista esteve no Seixal numa sessão de esclarecimento.
No dia 2, Ilda Figueiredo, juntamente com a eurodeputada sueca Eva Britt Svenson, intervieram num debate em Lisboa, na Faculdade de Ciências. Também em Lisboa, estiveram noutras iniciativas Bernardino Soares, da Comissão Política, e Octávio Teixeira. António Filipe, do Comité Central, esteve na Azambuja e Vasco Cardoso, da Comissão Política, participou numa iniciativa no Montijo.
Dia 1 à noite, Carlos Carvalhas esteve com profissionais da saúde em Lisboa e Odete Santos foi até Mirandela, onde participou num debate.
No dia 31, realizou-se em Palmela um almoço promovido pela célula do Partido na Câmara Municipal, com a participação de 130 trabalhadores da autarquia. Presentes estiveram também outros militantes e simpatizantes do Partido, eleitos da câmara e assembleia municipal e juntas de freguesia. No almoço participou Vanessa Silva, do Comité Central. Ana Teresa Vicente, presidente da Câmara Municipal, também interveio para apelar ao voto no «Sim».
Incontáveis são as acções de campanha promovidas pelas organizações e militantes do Partido em locais de grande concentração de pessoas: empresas, terminais de transporte público, mercados, etc. Acções que continuarão até à meia-noite de amanhã.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: