Breves
Rice promove «estratégia»
A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, está em périplo pelo Médio Oriente com o objectivo de promover a «nova estratégia» para o Iraque, apresentada pela administração Bush.
No leque de visitas previstas constam a Arábia Saudita, a Jordânia, o Egipto e o Kuwait, onde Rice participará na reunião de países membros do Conselho de Cooperação do Golfo. Em seguida, a responsável pela diplomacia dos EUA encontra-se com representantes do governo da Alemanha, que assume no primeiro semestre de 2007 a presidência da UE, e com homólogos do Reino Unido, principal aliado dos norte-americanos nas campanhas de ocupação do Afeganistão e Iraque.
Nos primeiros encontros com dirigentes regionais, Rice conversou com o primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, e com o presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmoud Abbas. Em cima da mesa esteve a reactivação do «Roteiro de Paz» para o conflito israelo-palestiniano, inoperacional há quatro anos, mas, para já, parece não haver consenso sobre a matéria.
Antes de partir para o Médio Oriente, Rice afirmou a disposição dos EUA em assumirem um papel mais activo na «resolução» daquele diferendo histórico, mas o chefe do executivo palestiniano, Ismael Haniyeh, acusou os norte-americanos de fomentarem a guerra civil entre as facções palestinianas com o objectivo de «evitar a constituição da unidade nacional».
Entretanto, o principal sindicato palestiniano, afecto à Fatah de Abbas, decretou o fim da greve de funcionários da ANP, apesar de não estar garantido o pagamento dos salários em atraso.

Egipto interroga jornalista
A repórter da Al Jazeera Howaida Taha foi detida pelas autoridades egípcias acusada de «estar na posse de imagens e documentos que comprometem a reputação do Egipto». Em causa estão meia centena de cassetes de vídeo nas quais a jornalista denuncia a prática de tortura por parte da polícia egípcia.
Após dois dias de detenção e interrogatórios, Taha foi libertada mediante o pagamento de uma caução de 1750 dólares norte-americanos.