Berlusconi investigado por suborno
O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está a ser investigado pela procuradoria de Milão por suspeitas de suborno a um advogado em troca de prestar falso testemunho em dois processos, noticiou o jornal Corriere della Será, na semana passada.
A procuradoria acusa o chefe de governo italiano de crimes de corrupção em actos judiciais para conseguir favorecimentos de auditores nas suas empresas de comunicação e falso testemunho no caso All Iberian, do qual foi absolvido pelos tribunais.
A justiça de Milão está a investigar uma transferência de 600 mil dólares realizada em 1997 pela Fininvest, a holding de Silvio Berlusconi, sobre uma conta bancária na Suíça em nome de um de seus advogados, o britânico David Mills, marido de Tessa Jowell, secretária de Estado da Cultura do governo britânico.
Berlusconi foi convocado para comparecer no tribunal de Milão a 3 de Dezembro, mas faltou. Um dos advogados do primeiro-ministro, Niccoló Ghedini, afirmou que as denúncias são «actos públicos para prejudicar Berlusconi nas eleições de Abril».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: