Situação dramática no Tarujo
A CDU de Campolide, no cumprimento de uma promessa eleitoral, realizou, segunda-feira, uma visita ao Tarujo, onde, após o realojamento efectuado em 2001 pela Câmara Municipal de Lisboa (CML), ficaram cerca de 50 famílias que habitavam propriedades particulares.
«Estas famílias ficaram literalmente abandonadas quer pelos senhorios que não executam qualquer obra de beneficiação dos edifícios, quer pela CML que após a campanha demagógica lançada logo no início do mandato remeteu para as calendas gregas a intenção de processar os senhorios por não recuperarem os seus edifícios ou tomar administrativamente os mesmos», alerta a CDU, em nota informativa, sublinhando que, tal como na Vila Ferro, o Tarujo «está esquecido pela actual vereação de direita».
Neste sentido, a CDU alerta para as graves condições de falta de higiene pública, a ausência das mais básicas condições de saneamento básico, falta de policiamento, casas em ruínas e lixeiras a céu aberto.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: