Breves
PALMELA
Construtores da Festa confraternizam
Mais de centena e meia de militantes e simpatizantes comunistas, construtores e amigos da Festa do Avante!, reuniram-se, no dia 9 de Outubro, na Quinta da Atalaia, Seixal, num convívio promovido pela Organização Concelhia de Palmela do PCP.
Logo de manhã, um jogo de futebol no Polidesportivo entre camaradas da Autocoop deu início a um vasto programa, que se prolongou pela tarde, com um debate sobre a Festa do Avante! 2004 e perspectivas para a 29.ª edição da Festa.
Neste debate, que decorreu após um participado almoço de confraternização e contou com a participação de Domingos Abrantes, membro da Comissão Política, foi também abordado o 17.º Congresso do Partido, a realizar a 26, 27 e 28 de Novembro.
Mas a jornada não se ficou por aqui. Houve, ainda, um jantar, a que se seguiu uma animada sessão de fados e música popular portuguesa.

LISBOA
Denunciar a realidade
Um grupo de eleitos e quadros do PCP realizou, no sábado, uma visita à freguesia da Ajuda, contactando casa a casa os inquilinos, a quem explicaram as consequências da Lei das Rendas, que o Governo tenta camuflar e mitigar.
O PCP aproveitou para apreciar e ajuizar do estado de degradação de muitas dessas casas e da preocupação dos inquilinos que não têm qualquer hipótese de competir com as rendas que se anunciam.
Também no sentido de apreciar a realidade social do distrito, uma delegação do PCP, que integrava o deputado António Filipe e Fernanda Mateus, da Comissão Política, visitou, no domingo, o Bairro da Estrada Militar da Damaia, que aguarda o seu realojamento no âmbito do PER.

ALGARVE
Não às portagens
As organizações do PCP no Algarve continuam a manifestar-se contra a introdução de portagens na via do Infante. Desta feita, foi a Comissão Concelhia de Albufeira, para quem a Via do Infante, apesar da sua tardia concretização, veio «descongestionar e aliviar a pressão de tráfego rodoviário sobre a caótica EN 125».
Trata-se de «uma infra-estrutura imprescindível ao desenvolvimento da actividade económica da região algarvia, nomeadamente o turismo», diz, e só «a cegueira do Governo PSD/PP, e eventuais interesses privados a ele associados, justificam uma tal medida» que é «reveladora de um profundo desconhecimento da região».
A Concelhia de Albufeira, como as restantes organizações comunistas no Algarve, promete, pois, lutar contra as portagens na via do Infante, tal como lutou pela construção daquela via.

PENAFIEL
Lógica do lucro
A administração do Hospital Padre Américo – Vale do Sousa, em Penafiel, prepara-se para cobrar o estacionamento a centenas de milhares de utentes e pessoas que visitam o Hospital, cujo parque tem funcionado como espaço livre, desde a sua inauguração.
A Direcção da Organização Sub-Regional do Vale do Sousa e Baixo Tâmega do PCP considera que, não existindo qualquer excesso de ocupação a justificar a medida, ela só pode inserir-se «numa lógica de cobrança indiscriminada e imoral de receitas».
É, aliás, nesta lógica, diz o PCP, que se tem verificado a privatização de sectores sociais importantes, nomeadamente da saúde, como aconteceu no IPO-Norte, alvo de grande contestação.