Carter na Venezuela, golpistas em Miami
O ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, desloca-se a Caracas de 25 a 27 de Janeiro para contactos com o presidente venezuelano, Hugo Chávez, e com representantes do Conselho Nacional Eleitoral e do Supremo Tribunal de Justiça
da Venezuela.
Segundo uma nota do Centro Carter, a iniciativa visa dar «seguimento ao acordo pela paz e democracia», assinado em Maio de 2003 entre o governo e a oposição.
Em causa está a realização de um referendo para a revogação do mandato presidencial, exigido pela oposição, cujos trâmites legais - ainda em curso - estão sob suspeita de fraude, designadamente no respeitante à legalidade das assinaturas apresentadas para pedir o referendo.
Entretanto, muito longe do espírito de diálogo, Luis Piña e Silvio Bustillo, dois antigos oficiais venezuelanos que estiveram envolvidos na tentativa de golpe de Estado contra Chávez, em 2002, apelaram recentemente em Miami à invasão militar dos EUA à Venezuela «para salvar a democracia venezuelana».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: