Santiago do Cacém exige novo hospital
Centenas de pessoas percorreram, sábado, as ruas de Santiago do Cacém para exigir a abertura do novo hospital da cidade, que substituirá a actual unidade a funcionar em contentores.
A marcha começou junto ao actual Hospital Conde do Bracial, após uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal, e terminou uma hora e seis quilómetros depois nas instalações da nova unidade de saúde, em construção.
«Para quando a abertura do hospital?», «Governo escuta, o litoral está em luta» e «haja sensibilidade, queremos a maternidade» eram algumas das frases inscritas nos cartazes empunhados pelos populares que participaram na caminhada.
O novo Hospital do Litoral Alentejano deverá servir os quatro municípios alentejanos do distrito de Setúbal (Sines, Grândola, Santiago do Cacém e Alcácer do Sal) e o de Odemira (Beja), onde residem no total cerca cem mil pessoas.


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: