Poceirão exige escola
A Comissão Pró-Escola do Poceirão vai realizar uma vigília de três dias, de 5 a 7 de Dezembro, no terreno da futura Escola 2,3 Integrada, para sensibilizar as entidades oficiais para a necessidade daquele equipamento.
Segundo um comunicado da Comissão Pró-Escola, durante a vigília será efectuada uma «recolha de assinaturas para a candidatura do “burro Justino” ao Parlamento Europeu».
O «burro Justino» é um equídeo do Poceirão que a Comissão Pró- Escola levou até à porta da Assembleia da República no passado dia 6 de Novembro, durante a discussão do Orçamento de Estado para 2004, em sinal de protesto pela demora do Ministério da Educação na construção de uma escola integrada naquela freguesia.
Mais de 500 crianças das freguesias do Poceirão e da Marateca, no concelho de Palmela, têm de se deslocar diariamente para outras localidades, algumas a mais de vinte quilómetros de distância, para prosseguiram os estudos ao nível do segundo e terceiro ciclos do ensino básico.
Por outro lado, nas próximas eleições para o Parlamento Europeu, a Comissão Pró-Escola promete criar «mesas de voto próprias para crianças a partir dos nove anos (idade a partir da qual são obrigadas a sair da sua terra para estudar), de forma a que possam votar no burro Justino».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: